09 julho 2020

Cargos a serem preenchidos, Eleições Previ .

De 13 a 27 de julho de 2020, serão realizadas as eleições para a escolha de representantes dos participantes nos cargos de Administração e Fiscalização da Previ e nos Conselhos Consultivos do Plano 1 e do Previ Futuro, na forma do Estatuto e do Regulamento de Consultas aos Participantes e Assistidos.


Quem pode votar

Podem votar participantes e assistidos maiores de 18 anos, inscritos nos planos de benefícios da Previ até 31/1/2020.

Como votar

Para facilitar a participação de todos, o canal de votação de parte dos associados mudou nas eleições 2020. Todos os participantes votam pelo site da Previ; pelo aplicativo móvel da Previ (App); pelos terminais de autoatendimento (TAA) do Banco do Brasil S.A. Participantes da ativa também podem votar pelo SisBB.
É importante lembrar que, para votação pelo site Previ e pelo App, é necessário possuir senha emitida pela Previ (a mesma utilizada para consultar o Autoatendimento do site da Previ). Para votação no TAA, serão utilizados o cartão e a senha do Banco do Brasil.

Cargos a serem preenchidos

O processo de votação será realizado para preenchimento dos seguintes cargos:
- Conselho Deliberativo: dois membros titulares e dois membros suplentes
- Conselho Fiscal: um membro titular e um membro suplente
- Diretoria Executiva: Diretor de Seguridade
- Conselho Consultivo do Plano 1: um membro titular e um membro suplente
- Conselho Consultivo do Previ Futuro: um membro titular e um membro suplente
O mandato para os membros eleitos será de 1/6/2020 até 2/6/2024.
Vote Chapa 1 em defesa dos associados
O compromisso da Chapa 1 é com a boa gestão do patrimônio da Previ, a defesa dos direitos dos associados e a construção de aposentadoria digna para todos.
Nesta eleição o associado escolhe o Diretor de Seguridade e membros dos conselhos Deliberativo, Fiscal e consultivos de planos. Os eleitos serão responsáveis pela aplicação segura e responsável do patrimônio, pela preservação do estatuto e dos regulamentos e melhorias dos planos.
Os candidatos da Chapa 1 Previ para o Associado têm experiência e conhecimento da Previ. Têm histórico de vida em defesa do funcionalismo. E contam com apoio das entidades representativas para fortalecer a defesa dos associados.
Defendemos o Banco do Brasil como instituição pública imprescindível para a recuperação da economia. A permanência do BB como empresa pública também é fundamental para a sobrevivência da Previ e dos planos de benefícios.
Visite o site www.previparaoassociado.com.br e nossas páginas nas redes sociais

Vote Chapa 2 Mais União
Caro Colega BB,
Papo rápido e importante para todos nós, associados da Previ.
É tempo de eleições e de mudanças na PREVI! Estamos vivendo um momento muito difícil. A pandemia de Covid-19 nos obrigou a mudanças nunca imaginadas. Estamos experimentando o início de um novo modo de viver, ou ainda “o novo normal”.
Esse “novo normal” afetará consideravelmente nossa forma de se divertir, de comprar, de investir e de trabalhar, entre outras coisas. Na Previ não será diferente. Precisamos mudar e preparar a Previ para os tempos difíceis que estão por vir.
A chapa 2 – Mais União é formada por colegas como você, que estão diariamente buscando resultados para o BB e para a sociedade, sem nenhuma vinculação político partidária ou Sindical. Convido você a conhecer nosso projeto de gestão, nossos candidatos e suas respectivas trajetória dentro do BB.
Assista também o debate no site da Previ. Certamente ajudará você a decidir pela Chapa 2 – Mais União.
Venha também fazer parte da corrente da mudança!

Como escolher o melhor CHAPA?
As eleições estão chegando e uma pergunta não sai da cabeça dos assistidos pela Previ, como escolher em quem votar? Nesta disputa, o número de chapas é reduzido, as discussões estão acaloradas e muita gente já escolheu qual lado vai ser o seu apoio, oposição, ou situação, novo ou velho, vou votar na CHAPA 2 - MAIS UNIÃO, acredito que é tempo de mudanças profundas, e começa pelo nosso tratamento como assistido, conclamo os mais de 20 mil Pensionistas a fazer a diferença nesta eleição, onde temos a oportunidade de acreditar que teremos melhores oportunidades de sermos ouvidos sobre os nossos reclames, não estamos pedindo nada em troca apenas respeito e transparência na forma de tratamento dado até hoje principalmente pela Diretoria de Seguridade.
CHAPA 2 - MAIS UNIÃO TEM O MEU VOTO E O MEU APOIO NESTAS ELEIÇÕES, VAMOS TRABALHAR PARA QUE NOSSOS COLEGAS DA ATIVA, APOSENTADOS E PRINCIPALMENTE OS PENSIONISTAS, TENHA CONDIÇÕES DE SABER ESCOLHER ENTRE AS DUAS CHAPAS QUE SE APRESENTA.


12 comentários:

Anônimo disse...

De 2,tb!

Ester Martins disse...

Dona Rosalina bom dia em q chapa a Sra vai votar por favor me responda pq estou c muitas dúvidas obrigada

Rosalina de Souza disse...

Cara Colega Ester Martins,

Eu já fiz o meu voto na CHAPA 2 MAIS UNIÃO NA PREVI.

Votar na chapa 01 é continuar com o mesmo descaso que estamos vivendo durante todos esses anos.

Não temos opção, ou vota na situação ou na oposição.

Votei na chapa 02.

Ester Martins disse...

Obrigada

Genésio Guimarães - Uberlândia/MG disse...

Prezada Rosalina e demais Colegas,

Analisei as duas chapas concorrentes e, sem desmerecer o mérito dos candidatos da chapa 1, VOTEI COM MUITA CONFIANÇA NA CHAPA 2 - MAIS UNIÃO.

Abraço fraternal para todos

WILSON LUIZ disse...



CRÔNICAS DA PANDEMIA 3

FORÇA OXFORD

O Brasil está atuando em parceria em duas pesquisas de vacina contra o covid 19, uma com um laboratório chinês, outra com a renomada Universidade de Oxford, que hoje anunciou resultados promissores nas primeiras fases de testes; se esta for eficiente, a Fiocruz será autorizada a produzi-la, ao custo de 4 dólares a dose. Não vamos nos animar muito, ainda há um longo caminho a percorrer, lembro que galinha e caldo de cautela não fazem mal a ninguém.

Agora, estaremos no pior dos mundos se a primeira vacina for colocada no mercado por uma empresa farmacêutica interessada apenas nos lucros. Será uma briga de foice no elevador escuro, os países com maior poderio econômico vão elevar o preço às alturas, como já foi feito na aquisição de respiradores, algum tempo atrás. Como nosso poder de compra é zero, e nosso prestígio internacional é zero ao quadrado, nestas condições o primeiro brasuca na fila de vacinação terá a senha nº 7.377.423.117.

QUEM TEM, TEM MEDO...

Jair Bolsonaro, profissão garoto propaganda da cloroquina e presidente da república nas horas vagas, realmente não acredita em protocolos de procedimentos médicos. A recomendação aos que iniciam tratamento com a cloroquina, é fazer eletrocardiograma no primeiro, terceiro e quinto dias; o presidente, no início, fazia dois eletros AO DIA, isto ele não fala a seus devotos, quando defende o uso deste produto, sem efeitos benéficos comprovados, mas com efeitos colaterais nocivos aos cardiopatas.

Anônimo disse...

Invadiram os blogs do Medeiros e Ari. Que tristeza.

ANÔNIMO AINDA EX-ENDIVIDADO disse...


MAIS UMA IDEIA DE JERICO

Está em estudo medida que permite seja feito novo financiamento dando em garantia imóvel, mesmo que já financiado, e o valor de mercado supere o saldo devedor.

Como exemplo, funcionaria assim: o valor de mercado do imóvel é R$ 500 mil, o saldo devedor do financiamento R$ 250 mil. O valor a ser financiado seria 90% do valor de mercado do imóvel, (R$ 450 mil), deste valor é deduzido o saldo devedor(R$ 250 mil), o valor a ser refinanciado seria R$ 200 mil.

Pela minha experiência de vários períodos de aperto financeiro, acho que é hara-kiri financeiro, só deve esta linha de crédito ser utilizada em caso de extremíssima necessidade; a consequência do inadimplemento não é, apenas, ser incluído no SPC, a execução e retomada de imóvel é das ações mais céleres do judiciário.

O governo anterior criou o empréstimo consignado, que teve muitos danos colaterais, como superendividamento, fraudes, tomada do crédito para terceiros, como filhos, genros, cunhados e agregados, a escala dos problemas deste novo crédito imobiliário poderia ser muito maior.

A eclosão da crise financeira mundial de 2008 teve como causa principal o estouro da bolha imobiliária nos Estados Unidos, causado por este tipo de financiamento.

Pela minha sofrida experiência, digo que mais endividamento nunca foi solução para problemas financeiros, o essencial é união familiar, sacrifício e disciplina.

Anônimo disse...

Quando ingressei no BB, causaram-me estranheza as denominações dos setores de trabalho, tais como, Bateria de Caixas, Suporte, Linha de Frente, enfim, coisas da Caserna. Agora temos um tecnocrata, digo, uma alta patente cumprindo a sua missão com vistas à privatização do Correio. Para tanto, cumpridor de ordens, lança mãos dos velhos argumentos que penalizam os funcionários e a instituição, etiquetando-os de podes expiatório perante à sociedade. Entretanto, nem cogita a rentabilização de uma empresa, inobstante ser detentora do maior monopólio da terra Tupiniquim.
https://veja.abril.com.br/brasil/presidente-dos-correios-privatizacao-sera-case-internacional/

Anônimo disse...

https://revistaforum.com.br/politica/presidente-do-banco-do-brasil-diz-que-renunciou-por-cultura-de-corrupcao-de-brasilia/
planejando a saída desde maio, a decisão foi confirmada apenas na última sexta-feira (24). O BB comunicou a saída de Novaes dois dias depois do ex-ministro Ciro Gomes denunciar uma prática que define como “roubo moderno” que estaria acontecendo dentro do Banco do Brasil.
Segundo o candidato do PDT às eleições de 2018, o banco teria vendido papéis de empréstimos no valor de R$ 3 bilhões por cerca de R$ 300 milhões ao BTG Pactual, banco fundado por Paulo Guedes, ministro da Economia.

WILSON LUIZ disse...



10% É MAIS QUE 90%

Conforme previsto pelo Dr. Medeiros, a chapa 1, da situação e defensora dos interesses dos participantes do PREVI Futuro, venceu a eleição.

A PREVI deve ser a única “empresa*” do mundo em que “acionistas**” que representam 10% do “capital***” têm mais poder decisório que os detentores dos outros 90%.

Urgente se torna a divisão desta mega-empresa em duas, com administrações independentes.

*nosso fundo
**assistidos
***patrimônio

ANÔNIMO AINDA EX-ENDIVIDADO disse...


MAIS IDEIAS DE JERICO

O governo está estudando permitir aos participantes de fundos de pensão que estão no regime de “contribuição definida”(PREVI Futuro), ainda não aposentados, efetuar saques do seu saldo individual, em situações específicas; estes fundos se tornariam um FGTSão.

De início, pode parecer tentador, é um troco a mais no orçamento, mas temos que lembrar de passados PDVs., dos que aderiram, quantos se deram bem? Na minha memória, conheço um em várias dezenas. Há que se pensar se compensa comprometer o futuro por uma pequena vantagem imediata.