12 agosto 2017

FELIZ DIAS DOS PAIS!

Este homem que eu admiro tanto, com todas as suas virtudes e também com seus limites.

Este homem com olhar de menino, sempre pronto e atento, mostrando-me o caminho da vida, que está pela frente.

Este mestre contador de histórias traz em seu coração tantas memórias, espalha no meu caminhar muitas esperanças, certezas e confiança.

Este homem alegre e brincalhão, mas também, as vezes, silencioso e pensativo, homem de fé e grande luta, sensível e generoso.

O abraço aconchegante a me acolher, este homem, meu pai, com quem aprendo a viver.

Pai, paizinho, paizão, meu velho, meu grande amigo, conselheiro e leal amigo:

Infinito é teu coração.

Obrigado, pai, por me orientar o meu caminho, feito de lutas e incertezas, mas também de muitas esperanças e sonhos!

(Autor Desconhecido).

Nota do Blog:

Quero aqui agradecer a todos os colegas do PB-1 da Previ, lhes desejar meus parabéns por mais um dia dos pais, por nunca desistir de lutar, por sonhos, por dias melhores, por acordar todos os dias e ter a certeza que temos que continuar lutando para ver o sol brilhar, ver um futuro nesse país de ladrões, travestidos de autoridades, senhores da razão que empobrecem essa nação.

Nem todo rei usa coroa, não importa as brigas e os puxões de orelha, vocês acabam sendo sempre o porto seguro, Pai é a certeza de um amigo para sempre, e sempre amém.

Feliz dia dos pais, com muito amor e carinho deste blog a todos vocês, que participa aqui e que em muitas vezes são pais por duas vezes, até mesmo 3 vezes com seus bisnetos.



21 comentários:

Anônimo disse...

Rosalina,
Obrigado!

Acho que nunca vou parar de lutar. Sempre minha vida foi assim, desde sempre.
Agradeço muito a DEUS, por ser assim. Peço-lhe sempre para eu ser melhor hoje do que ontem e amanhã melhor do que hoje.
Abraços
Celso Bernardes
Formiga/Mg

Anônimo disse...

Emérita Senhora ROSALINA:


Como VIÚVA a Senhora é MUITO SUPERIOR A TODOS NÓS, pois é PAI e MÃE ao MESMO TEMPO. Parabéns!

Adaí Rosembak disse...

Querida Rosalina,

Só duas palavras para lhe agRadecer:
MUITO OBRIGADO !!!

Anônimo disse...

SÃO PAULO – O salário dos juízes no Brasil tem um teto. Não pode ultrapassar o salário de ministros do Supremo Tribunal Federal, o STF, hoje em R$ 33.763. Na prática, já se sabe há um tempo, não é bem assim. Levantamento mostra que a correlação é bem mais desproporcional. Um desembargador (como é chamado o juiz de segunda instância nos estados) em Minas Gerais ganha, em média, líquidos, R$ 56 mil por mês. Em São Paulo, R$ 52 mil. No Rio de Janeiro, R$ 38 mil.
Esses valores superam os pagos a um juiz similar no Reino Unido, que paga cerca de R$ 29 mil, e até dos Estados Unidos, cujo salário mensal médio é de R$ 43 mil. Chega a ser superior a juízes da Suprema Corte de países da União Europeia, como Bélgica e Portugal.

Anônimo disse...

O juiz Mirko Vincenzo Giannotte, titular da 6ª Vara de Sinop (MT), cidade a 477 quilômetros de Cuiabá, recebeu em julho mais de meio milhão de reais, precisamente R$ 503.928,79. A revelação foi feita pela “Coluna do Estadão”. O magistrado disse que “não está nem aí” com a polêmica em torno de seu contracheque e que o pagamento “é justo, dentro da lei”.

Anônimo disse...

É, o que o Lula fez com o Brasil, também está ¨justo e dentro da lei¨...

Anônimo disse...

Tem aposentado de fundo de pensão que não tem teto. É um sem teto, não dos sem teto e sem nada, mas, dos sem limite tipo meta ajuste fiscal.
Deu prá entender ? Mais de sessenta contos por mes e não capacitado para tanto. Parece contos do vigário.
Mas, "está dentro da lei" e das normas do fundo, dizem .

Anônimo disse...

O Brasil não tem mais jeito. O Governo tira R$ 10,00 do mísero salário mínimo que não chega a R$ 1.000,00. Os aposentados Previ se humilhando por aumento de empréstimo que não é renda.Enquanto isso um Juiz recebe R$ 500.000,00 num único mês.O Governo quer reduzir o salário inicial dos Servidores com curso superior para R$ 5.000,00 . Esse limite deveria ser também para o Judiciário. Que capacidade tem um Juiz mais que um médico, um engenheiro e outros com formação superior?

Anônimo disse...

Dona Rosalina boa tarde. Gostaria de sua orientação no seguinte :Até o mês de julho paguei o empréstimo da poupex, porém,no mês de agosto não terei como honrar este pagamento porque estou doente gastando muito com médicos e medicamentos, mas estou receosa do que pode acontecer comigo se não pagar. Não fico preocupado com spc e serasa mas com o que mais pode acontecer
Me ajude com orientação
Muito obrigada

Rosalina de Souza disse...

Caro colega das 4:00 anônimo,

Eu estou inadimplente com a Fhe poupex desde janeiro de 2017, até o presente estão me cobrando pelas vias normais, mas já ameaçaram a entrar na justiça o que é um direito legítimo deles, mas quando isso acontecer vou buscar as contra razões e os recursos que a justiça couber ao caso, e vai se arrastar até o último grau de recurso, comigo vai ter briga, até o final eu hoje estou preocupada com a minha saúde e dignidade os cobradores que existe vai ter que esperar,mas com certeza eles vão tomar as medidas jurídicas necessárias a retoma do recurso emprestado.

Anônimo disse...

Muito obrigado minha querida pela atenção
Nunca pensei que iria passar pelo q estou passando. Doente, sem dinheiro e com dívidas. Obrigada por tudo
Deus lhe abençoe. Hoje só podemos pedir q Deus tenha misericórdia de nós

Anônimo disse...

Já estão pavimentando o caminho para a volta do barbudo que comprou o Brasil. Já estamos vivendo as agruras da Venezuela e nada é tão ruim que não vá piorar com a volta do larápio.

Anônimo disse...

Emerita Senhora ROSALINA:


QUASE posso assegurar, POR EXPERIÊNCIA PRÓPRIA. que se o DEVEDOR procurar a POUPEX para um REESCALONAMENTO da dívida VAI CONSEGUIR, PRINCIPALMENTE se já HOUVER amortizado VÁRIAS/MUITAS PRESTAÇÕES. O que NOS INTIMIDA é que por pertencer a uma das poucas ENTIDADES que GENUINAMENTE É JUSTA, HONROSA e IMUNE AOS PECADOS NACIONAIS , e, por estar praticamente ACIMA DO BEM E DO MAL, achamos que vai ser IMPLACÁVEL com as nossas faltas (atraso em nossos compromissos). PERCA O MEDO, SE HUMILHE UM POUCO e depois, caso deseje, informe o resultado neste ilustre blog,,que tenho certeza, a Sra. ROSALINA permitirá. BOA SORTE!

Anônimo disse...

A que ponto chegamos.Os credores foram retirados da fopag porque estavam fora da lei dos consignados. Foi o que a Previ disse em em mais de um comunicado.O mínimo que se deve esperar é que façam uma renegociação DENTRO DA LEI.Se entrarem com ação judicial o devedor deve apenas pedir o cumprimento da lei e é certo que a Previ será incluída na ação para ratear os 30%. Fora da lei eles não têm direito nenhum.

Anônimo disse...

Dona Rosalina boa noite.
Tentei reescalonamento do empréstimo junto a poupex, informei de minha situação financeira e de problemas de saúde, porém, eles estão irredutíveis, acho q pelo fato de não ser mais débito em fopag. Enfim, estou perdida sem saber como vou fazer. Deus nos ajude.

Anônimo disse...

Meus queridos colegas da previ o problema é o seguinte :se a cassi estivesse credenciada com bons médicos e clínicas de fisioterapia eu agora não estaria pedindo auxílio. Estou doente de meus braços principalmente o esquerdo mais de 3 meses. Fui diagnosticada como síndrome dos braços congelados.. A dor é insuportável. Tentei em 3clínicas fazer fisioterapia sem resultado até q fui informado de médico q faz aplicação de ozônio. Cada sessão 700,00 sendo q tenho q fazer toda semana e fisio 630,00 8 sessões
O q ganho mal dá pra pagar dívidas e agora aparece doença além de ser diabética e hipertensa. Não estou exagerado mas com a certeza que se tiver dinheiro eu já estava livre de dores. Enfim. Que saudades da antiga cassi

Anônimo disse...

Síndrome do braço congelado é uma doença degenerativa ocasionadas por movimentos repetitivos. Fui caixa do bb. E agora bb q a cassi não nos ajude em nada. Não querem nem saber. O problema não é poupex não querer fazer reescalonamento da dívida. Meus colegas vamos abrir os olhos. Não temos um bom plano de saúde os melhores médicos nem atendem mais a cassi. Antigamente os médicos corriam atrás da cassi hoje as coisas mudaram. Estou relatando meu caso para que todos saibamos q o nosso universo chamado cassi está falido. Peço a Deus que nos proteja e nos dê saúde. Obrigada dona Rosalina por deixar eu ocupar seu espaço no blog. Deus lhe abençoe

Anônimo disse...

Emérita Senhora ROSALINA:


A ÚNICA FORMA da colega RESGUARDAR seus DIREITOS e MOSTRAR que tem interesse em REALMENTE REGULARIZAR seus compromissos com a POUPEX, é fazer um EXPEDIENTE FORMAL, com um PLANO DE PAGAMENTO EXEQUÍVEL (nada de colocar coisas impossíveis), enviar pelos CORREIOS com Aviso de Recepção (AR), que custa aproximadamente R$ 15,00 (não precisa SEDEX, que é muito caro e chega quase igual ao AR). Caso a COISA TODA DEGRINGOLE e vá parar no Judiciário, podera PROVAR que apresentou proposta saneadora dos débitos, mas a INTRANSIGÊNCIA da POUPEX IMPEDIU.

Anônimo disse...

Mande um e mail para a Poupex pedindo o reescalonamento de suas dívidas que vai conseguir.

Eu consegui. Minha
prestação baixou de 700 para 420 , mais ou menos

Anônimo disse...

Rosalina,

Foi falado da Poupex. E a Cooperforte como está procedendo as cobranças?

Anônimo disse...

Febraban está criando regras para os Bancos negociarem dívidas
Tratamento ao consumidor adimplente com endividamento excessivo e para casos especiais de inadimplência estão entre as abordagens inovadoras do normativo de autorregulação

Os bancos seguirão regras novas e padronizadas para a negociação de dívidas, trazendo inovação para o tratamento de casos de consumidores adimplentes – aqueles que ainda estão pagando suas dívidas, porém, com índice alto de endividamento - e de inadimplência causada por eventos especiais. As novas regras e diretrizes, aprovadas pelo Conselho de Autorregulação Bancária da FEBRABAN – Federação Brasileira de Bancos, também vão ampliar a transparência sobre os canais oferecidos para negociação de dívidas e ainda facilitar o acesso a informações sobre a evolução da dívida e prazo para retirada do nome do consumidor dos cadastros de inadimplentes.

Para o diretor de autorregulação da FEBRABAN, Amaury Oliva, com a iniciativa, o setor bancário enfrenta de forma proativa um tema sensível e atual, evitando que os conflitos cheguem aos órgãos de defesa do consumidor e à Justiça.